7 vantagens para você escolher e incentivar a agricultura familiar

FONTE: Energié

Você já ouviu falar em agricultura familiar? Sabia que ela é responsável por cerca de 70% dos alimentos que são consumidos pela população brasileira?

A Agricultura Familiar consiste no cultivo da terra realizado por pequenos e médios proprietários rurais, onde os membros da família se dedicam essencialmente ao cultivo de alimentos. A produção diversificada é uma característica marcante desse setor e pode incluir produções agrícola, florestal, pesqueira, pastoril e aquícola. A família tem a agropecuária como a principal fonte de renda.

Segundo o Censo Agropecuário, a agricultura familiar é responsável pela produção brasileira de:

  • 87% de mandioca
  • 70% de feijão
  • 59% da criação de suínos
  • 58% de leite
  • 50% da criação de aves
  • 46% de milho
  • 38% de café
  • 34% de arroz
  • 30% da criação de bovinos
  • 21% de trigo

MAS QUAIS SÃO AS VANTAGENS DA AGRICULTURA FAMILIAR?

1. Garante a segurança alimentar e nutricional

A agricultura familiar garante o abastecimento conforme as demandas alimentares da população, criando um ambiente propício para a redução da fome e do desenvolvimento e bem estar no na área rural.

O que é segurança alimentar e nutricional?
É a cumprimento do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras da saúde, que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis

2. Proporciona diversidade de alimentos

A produção da agricultura familiar é diversificada e, apesar da pequena escala de produção, sempre mantem uma oferta regular, garantindo acesso continuo, de diferentes alimentos, durante todo ano.

3. Preserva hábitos alimentares e culturais

A agricultura familiar expressa a identidade territorial a partir de alimentos típicos da região, preservando a tradição familiar e cultural, frente à padronização mundial da alimentação.

Hábitos alimentares são as formas como os indivíduos ou grupos selecionam, consomem e utilizam os alimentos disponíveis, incluindo formas de produção, armazenamento, elaboração, distribuição e consumo de alimentos.

4. Faz uso sustentável dos recursos naturais

A agricultura familiar beneficia o campo ambiental, por adotar práticas ambientais mais sustentáveis em função da produção em pequena escala, o que permite a adoção de sistemas produtivos muito mais eficientes que se utilizam de menos energia fóssil e muito mais energia renovável. Além disso, esse estilo de produção respeita a harmonia ambiental e as espécies, aproveita as sinergias naturais, utilizam modos de produção orgânica e agroecológica, que conferem aos produtos da agricultura familiar diferencial competitivo na busca por qualidade e responsabilidade socioambiental.

5. Gera empregos e fonte de renda

Agricultura familiar é caracterizada por pequenas propriedades, dessa maneira, o número de beneficiados com os resultados financeiros também é um diferencial, o que possibilita a geração de renda em regiões distantes de centros industrializados, oferecendo alternativa, inclusive, para fixação do homem no campo. Além disso, por ela não utilizar uma grande quantidade de maquinários e de químicos, a demanda de mão-de-obra no campo é maior, gerando mais empregos.

6. Motiva benefícios aos produtores

Agricultores familiares são beneficiários de uma série de políticas públicas específicas, realizadas em âmbito municipal, estadual ou federal que envolvem programas de incentivo à comercialização agrícola, crédito para investimento ou custeio de safras, seguros de produção e aquisição de terras.

7. Fornece alimentos de maior qualidade

Por adotar práticas mais sustentáveis, na maioria dos casos, os produtores familiares não utilizam uma grande quantidade de agrotóxicos, fato que associa, muitas vezes, a agricultura familiar à agricultura orgânica. Dessa maneira, nós consumidores temos acesso a alimentos mais frescos e com teor nutricional mais alto que dos alimentos produzidos em larga escala, que recebem agrotóxicos e demais produtos químicos usados na produção de alimentos em massa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 8 =